Implantação de Home office em tempos de pandemia.

Desde início de março, data em que a pandemia que se espalhou por diversas partes do globo, inclusive no Brasil, estamos passando por um ciclo de diversas mudanças em nossas vidas e se tratando de emprego, esta se chama home office.

De acordo com uma pesquisa realizada dia 20/03 pela revista Valor econômico, com 359 empresas brasileiras, quase metade delas adotou o home office, sendo deste montante, implementado para cerca de 60% do quadro de funcionários, demonstrando uma migração quase que em sua totalidade para o conceito de trabalho de forma remota.

Porém como montar uma estrutura de Ti que suporte diversos serviços e fluxos de trabalhos, acessados de forma remota, por diversos colaboradores nos mais variados locais, tudo isto mantendo as premissas de confidencialidade, integridade e disponibilidade?

Grande parte das equipes de TI foram pegas de surpresa com a migração radical do ambiente de trabalho, sendo que muitas dessas, sequer tinham sua infraestrutura preparada para tais demandas, desta forma como atender estas imposições feitas pelo cenário mundial? A saída para esta questão foi improvisar, e em questão de horas, instaurou-se meios de disponibilizar acesso aos colaboradores, muitas vezes sem um estudo das consequências que tais implementações poderiam impactar nas premissas mencionadas anteriormente. Outros ainda, trataram apenas como soluções provisórias, pensando que a onda da COVID-19 seria breve. Bem, estamos a um mês e meio desde o primeiro contágio ocorrido no Brasil e ao que tudo indica,  o tal home office, ainda irá se estender por um bom tempo.

Sendo assim, como implementar uma estrutura de TI que suporte cargas de acesso remoto, de forma que não comprometa a segurança dos dados, que tenha velocidade suficiente para comportar o tráfego de ERP, planilhas, arquivos, uploads e downloads dos mais variados tamanhos e formados. Nos próximos posts, iremos abordar soluções e boas práticas de como implementar uma estrutura que suporte as demandas de forma prática e objetiva. Até breve!